MAPA e Holter

A Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial, conhecida como MAPA, é um exame que realiza a medição automática da pressão arterial por meio de um dispositivo colocado na cintura, que é conectado por um tubo de plástico fino a uma braçadeira instalada no braço do paciente. As medidas da pressão arterial são realizadas a cada 20 minutos durante o dia e a cada 30 minutos no período da noite, sendo semelhante ao procedimento realizado em consultas médicas. Os dados são armazenados em um dispositivo e, após as 24 horas, o paciente retorna ao HCor para a retirada do equipamento. O monitor é conectado ao computador e um software específico mapeia um gráfico das pressões registradas nas últimas 24h. Com as informações, uma equipe de cardiologistas do HCor analisará os dados do paciente.

Como funciona?

O exame monitora a média das pressões durante o período em que paciente fica acordado e também durante o sono. Avalia se há alguma elevação da pressão arterial durante a colocação do aparelho no consultório – síndrome conhecida como “hipertensão do jaleco ou avental branco”- ou eventualmente ao contrário, quando ocorre a queda da pressão arterial. Sintomas, picos de pressão ou quedas da pressão arterial também poderão ser avaliados. Será fornecido ao paciente um impresso chamado “diário de atividades”, onde devem ser anotados os horários em que dormiu, acordou, almoçou, jantou, assim como eventuais sintomas e atividades ou eventos importantes.

Para que serve?

O cardiologista solicita o exame quando existe suspeita de hipertensão arterial do avental branco (pressão arterial está elevada apenas no consultório), suspeita de normotensão do avental branco (pressão arterial está normal no consultório e elevada fora deste), avaliação do tratamento anti-hipertensivo e para avaliação de sintomas, principalmente os de pressão arterial baixa, conhecido como hipotensão.

Recomendações para realização destes exames:

– O MAPA deve ser marcada em um dia de atividades habituais;

– Deve-se evitar a prática de exercícios físicos durante as 24 horas que precedem o exame;

– Recomenda-se que o paciente tome banho antes do exame, uma vez que não será permitido tomar banho com o aparelho;

– Em caso de uso de medicamentos, o paciente deve listar as doses e os horários.

– Pedido médico ou guia do convênio, carteirinha do convênio, documento de identificação com foto, CPF e guia autorizada (se necessário).

– Caso estejam disponíveis resultados de exames anteriores semelhantes, estes deverão ser trazidos para comparação.

HOLTER

Holter é um exame realizado por meio de um dispositivo portátil que pesa cerca de 100 gramas. O paciente deve ficar com ele acoplado na cintura por um período de 24 horas executando todas suas atividades rotineiras: andar, trabalhar, comer. O holter registra os batimentos cardíacos do indivíduo e detecta se houve alguma alteração ao longo do período.

O objetivo é avaliar as variações do ritmo e da frequência cardíaca que ocorrem no período. É recomendado quando o paciente se queixa de tontura, palpitação e falta de ar. A partir desse procedimento, é possível identificar a presença de arritmias ou disritmias. Além disso, é extremamente útil para identificar isquemias silenciosas, que ocorrem com maior frequência em diabéticos.

Os eletrodos de contato são aderidos ao tórax do paciente e conectam-se ao gravador por meio de cabos. O monitor é afixado à cintura do paciente. A pessoa deve acionar o botão de eventos sempre que apresentar algum tipo de sintoma, como coração acelerado, tontura e cansaço. Também é solicitado que o paciente escreva uma espécie de diário com todas as atividades realizadas no dia da monitorização e seus respectivos horários.

Recomendações para realização destes exames:

– O HOLTER deve ser marcada em um dia de atividades habituais;

– Deve-se evitar a prática de exercícios físicos durante as 24 horas que precedem o exame;

– Recomenda-se que o paciente tome banho antes do exame, uma vez que não será permitido tomar banho com o aparelho;Evite também utilizar cremes e loções na região do tórax, para que seja possível afixar adequadamente os eletrodos.

– Em caso de uso de medicamentos, o paciente deve listar as doses e os horários.

– Pedido médico ou guia do convênio, carteirinha do convênio, documento de identificação com foto, CPF e guia autorizada (se necessário).

-Caso estejam disponíveis resultados de exames anteriores semelhantes, estes deverão ser trazidos para comparação.

Dúvidas Frequentes:

Como é feito?

Os quatro eletrodos de contato são aderidos ao tórax do paciente e conectados ao gravador por meio de cabos, e o monitor é afixado à cintura do paciente.

Quais as orientações durante o período que permanece com o holter?

Não deitar sobre colchões ou travesseiros magnéticos, pois os mesmos emitem ondas energéticas que dão interferência, impedindo a gravação da atividade elétrica do coração. Liberada a utilização de telefones celulares, micro-ondas e todos os equipamentos eletrodomésticos.

Quais as orientação após a retirada do Holter?

Utilizar creme hidratante após o banho e não expor ao sol a pele do tórax onde estavam os eletrodos durante três a cinco dias.

Agende seu exame